anúncio dopc

anúncio dopc

Alencar Garcia de Freitas - Falta de saneamento básico: vergonha nacional!

25 de abril de 2014


Na região Nordeste, a situação em vermelho fica por conta dos estados de Alagoas e do Maranhão, apesar de, politicamente, tão bem representados por lideranças como os Collors, Calheiros, Sarneys e outros assemelhados, mestres em fazer políticas partidárias e menos políticas públicas competentes.

Segundo recente levantamento do IBGE, 50% dos brasileiros padecem seriamente pela falta de saneamento básico, sendo que as regiões Nordeste e Norte são as maiores vítimas dessa desgraceira.

A situação mais crítica e mais vergonhosa é a da Região Norte, em que se destaca o caso do Amapá, cuja capital, Macapá, conta apenas com 5% de saneamento básico.

Na região Nordeste, a situação em vermelho fica por conta dos estados de Alagoas e do Maranhão, apesar de, politicamente, tão bem representados por lideranças como os Collors, Calheiros, Sarneys e outros assemelhados, mestres em fazer políticas partidárias e menos políticas públicas competentes.

Quando escrevo sobre a tão conhecida política pública dos Sarneys, por exemplo, relembro aqui algo que fiquei conhecendo no Maranhão, há muitos anos, quando Sarney, o pai, era governador daquele Estado.

Estava viajando de férias com a minha família pela Região Nordeste quando algo me chamou a atenção: eram tubulações e mais tubulações em cima da terra nas proximidades do município de Santa Rita e nelas escrito “Administração José Sarney”.

Curioso com aquele tipo de propaganda, perguntei a um morador qual era o efeito prático daquela propaganda. Sua resposta é que aquelas tubulações ficavam meses e meses em cima da terra e só muito tempo depois seriam enterradas, mas aí a propaganda já estava feita.

Voltando ao cerne deste texto – saneamento básico - segundo o levantamento do IBGE, dois fatores contribuem negativamente para que os brasileiros não recebam políticas públicas mais competentes: a baixa escolaridade e a falta de consciência política.

A consciência cidadã dos brasileiros, que votam equivocadamente e agem criminosamente contra o meio ambiente.

Na hora de descartar o lixo, por exemplo, são capazes de jogá-lo em qualquer lugar: rios, bueiros, lagos, praias, praças, estações ferroviárias e rodoviárias, pontos de ônibus. Enfim, onde quer que tenha gente, tem lixo também, e este acaba comprometendo o meio ambiente e aumentando o problema da falta de saneamento básico.

Os governantes ainda não aprenderam a priorizar, aplicando corretamente os recursos do orçamento em favor de políticas públicas segundo as necessidades da população e não segundo os interesses eleitoreiros da classe política.

Os governos precisam investir também em campanhas de conscientização visando levar os brasileiros a serem mais responsáveis no sentido de preservar o meio ambiente e por outro lado pressionar os mandatários para que adotem políticas públicas mais construtivas.

Alencar Garcia de Freitas é jornalista

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49