anúncio dopc

anúncio dopc

Rubens Pontes: alguém aí se lembra do RoseGate?

28 de novembro de 2014



Rubens Pontes, o experiente jornalista do Portal DOPC/Rádio Clube da Boa Música, comenta:

- "Nunca, na história deste País, tantos roubaram tanto e passados dois anos do escândalo, ninguém ainda foi punido e vários deles continuam com seu emprego no Governo". 


Rose, a “amiga” de Lula. Fonte: O GLOBO

Alguém aí lembra da Rose? O GLOBO traz hoje reportagem sobre os dois anos da Operação Porto Seguro, completados em total clima de impunidade. O porto seguro, pelo visto, é o esconderijo da “amiga” de Lula, protegida da justiça e até da imprensa, que deixou o caso esquecido, abandonado às traças, ignorado.

Crédito ao pé da charge, lado esquerdo

Diz o jornal:

- Dois anos depois de ter sido um dos principais alvos da Operação Porto Seguro, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, a ex-chefe do escritório da Presidência da República em São Paulo Rosemary Noronha mantém mistério sobre a sua vida profissional.

A amiga do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não revela como tem se sustentado.

Sua família inaugurou, no início do ano, uma escola de inglês para crianças em bairro nobre de São José dos Campos (SP), no Vale do Paraíba (foto abaixo, direita).

Até hoje, não houve punição a nenhum dos 24 citados no escândalo, e dez deles mantêm seus cargos no governo federal, com salários de R$ 3,9 mil a R$ 21,4 mil.


Durante as investigações que levaram à descoberta da quadrilha que vendia pareces em órgãos públicos federais, foi constatado que Rosemary e o ex-diretor da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Vieira, planejavam abrir uma escola de inglês.

A Red Ballon, já aberta, está em nome de Meline e Mirelle, as duas filhas de Rosemary, e de seu ex-marido, José Claudio de Noronha, também acusado de participar do esquema.

Rosemary foi a única dos servidores públicos citados na Operação Porto Seguro a receber punição administrativa da Controladoria Geral da União (CGU) até o momento.

Em setembro do ano passado, o órgão apontou 11 irregularidades na conduta dela à frente do escritório da Presidência em São Paulo, e, assim, determinou que ela não pode voltar a ocupar cargos públicos.

Só isso? Então fica assim mesmo? Dez servidores apontados no esquema ainda mantêm seus empregos?

A denúncia criminal contra os acusados, apesar de ter sido apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) menos de um mês depois da deflagração da operação, só foi aceita pela Justiça em fevereiro deste ano. Como há servidores públicos envolvidos, foi permitido que os acusados apresentassem defesa prévia, o que adiou a decisão do juiz. E nenhuma pressão da “opinião pública”?

O brasileiro vai às ruas protestar contra vinte centavos de aumento no preço do ônibus, mas não para falar dos bilhões desviados da Petrobras ou do “Rosegate”, o escândalo da “amiga íntima” de Lula que completa dois anos sem um único punido.

É mole? Por essas e outras que Guilherme Fiuza parte para a ironia mesmo, sobre o gigante que “acordou”. É o que nos resta: rir da passividade bovina do pacato cidadão, para não chorar…

Fonte:
http://oglobo.globo.com/brasil/porto-seguro-sem-punicao-dois-anos-apos-operacao-da-pf-14661817

Coluna do Rodrigo Constantino
26/11/2014 às 12:16
Alguém lembra da Rose? Dois anos e nenhum punido…
Rodrigo Constantino

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49