anúncio dopc

anúncio dopc

Miguel Ângelo Vicente Almeida: um vinho de DO + Anuário Vinhos do Brasil + livro de Pedro Nunes

8 de maio de 2015
Diagonal -
Coluna do Oleari


Meu Vinho, Minha Vida


Texto do Enólogo e executivo Miguel Ângelo Vicente Almeida, da vinícola Miolo.



Hoje escrevo sobre o nosso terceiro vinho tinto com Denominação de Origem Vale dos Vinhedos: o Miolo Cuvée Giuseppe Merlot/Cabernet Sauvignon.

O termo de origem francesa "Cuvée" tem alguns significados diferentes. Na região de Champagne designa o mosto flor obtido por nula ou baixa pressão, com um rendimento máximo de 50%.

Em outras regiões é comumente utilizado para classificar misturas ou cortes de castas e diferentes, vinhedos diferentes ou de vinhos de tanques ou barricas, especialmente selecionados. Cuvée também é normalmente usado como desígnio de prestígio e/ou qualidade.

Giuseppe é o nome do italiano oriundo da região do Vêneto que, em 1897, chegou ao Brasil e comprou 24 hectares de terra que correspondiam ao Lote 43 da linha Leopoldina, Colônia de Dona Isabel, hoje cidade de Bento Gonçalves (RS).

O nosso Miolo Cuvée Giuseppe é um cuvée/blend, corte de excelentes vinhos elaborados a partir dos quatros vinhedos de Merlot e Cabernet Sauvignon que a família Miolo cultiva no Vale dos Vinhedos (RS): Monte Belo, 40 da Leopoldina, 15 da Graciema e São Gabriel.


Dentre esses vinhedos, destacam-se o 40 da Leopoldina e o Monte Belo, que produzem há mais de uma década constantes performances vínicas dessas duas tradicionais castas francesas.

O Miolo Cuvée Giuseppe tinto é a segunda linha do Miolo Lote 43. Como o Lote 43 acontece apenas em safras muito excepcionais, o Cuvée Giuseppe é produzido com maior frequência: o total foram nove edições.

Sua edição de abertura foi a vindima de 2003. A vindima de 2009 foi a primeira com o selo D.O., certificação que se repetiu em 2010 e 2013.

Este é um vinho superpremium, um vinho de média guarda, um belo exemplar bordaleiro [bordalês/brasileiro], amadurecido em barricas de carvalho francês, com justa relação custo-benefício, oriundo da mais tradicional região de vinhos no Brasil.

Vocês sabiam que mais da metade do volume produzido da linha Miolo Cuvée Giuseppe é exportada para o mercado holandês? Pois é, este é um dos casos de sucesso do nosso departamento de exportação.

Não se esqueça: o vinho é um hábito alimentar (Miguel Ângelo Vicente Almeida).

Miguel Ângelo Vicente Almeida
Enólogo | Winemaker

Anuário Vinhos do Brasil 2015 
chega às bancas 

Maior degustação às cegas de vinhos e espumantes brasileiros, a Grande Prova Vinhos do Brasil teve o seu resultado divulgado no Anuário Vinhos do Brasil 2015, lançado na edição deste ano da Expovinis, em São Paulo, e que chega às bancas esta semana. 

Para eleger os melhores em 22 categorias, um júri internacional, composto por sommeliers e enólogos, avaliou cerca de 700 rótulos de 87 produtores de sete estados, com a curadoria do jornalista Marcelo Copello.

Editado pela Baco Multimídia em parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o Anuário Vinhos do Brasil 2015 traz a compilação e a análise dos números da produção e do mercado com dados detalhados, consolidados e atualizados. 

A publicação, com 164 páginas, também apresenta matérias sobre o universo do vinho, como gastronomia, saúde, comportamento, consumo, história, negócios e enoturismo, além de entrevistas com profissionais e dirigentes ligados ao setor.

- "O Anuário atinge sua maturidade junto com o sucesso da Grande Prova Vinhos do Brasil, que apresentou vinhos de incontestável qualidade, muitos conquistando medalhas de ouro e prata e outros se mostrando extremamente promissores ", comenta Sérgio Queiroz, um dos organizadores do Anuário e jurado do concurso.

Conselheiro do Ibravin e presidente do Sindicato da Indústria do Vinho, do Mosto de Uva, dos Vinagres e Bebidas Derivadas da Uva e do Vinho do Estado do Rio Grande do Sul (Sindivinho RS), Gilberto Pedrucci acredita que o Anuário Vinhos do Brasil pode ser uma base para consumidores e compradores de hotéis, restaurantes e lojas de bebidas. 

- “É uma publicação que já se tornou referência para o mercado e que mostra a evolução na qualidade dos produtos brasileiros. Além disso, a Grande Prova coloca lado a lado pequenos e grandes produtores, o que permite que todas sejam valorizados da mesma forma”, avalia.

O Anuário Vinhos do Brasil 2015 poderá ser adquirido a partir do dia 9 de maio nas principais livrarias do país e em bancas selecionadas. O preço de capa é R$ 45.

Pedro Nunes lançou novo livro 
na Biblioteca Pública do ES


O festejado escritor Pedro Nunes lançou seu novo livro, "A Última Noite". Os cumprimentos da coluna ao Pedro Nunes e votos de muitos leitores para seu novo livro.

trocatroca com a coluna:
donoleari@gmail.com

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49