anúncio dopc

anúncio dopc

Juliano Vieira Lopes: Rompi tratados, traí os ritos

22 de outubro de 2015
O PT infelizmente perdeu o rumo de sua história e seus eleitores foram de certa forma traídos. A ânsia pelo poder desconfigurou o partido. E muitos fundadores históricos o abandonaram.

O povo brasileiro está cansado de tanta politicagem, de tanta armação por parte dos políticos. Seja pelo lado da esquerda, centro ou direita. Não podemos aceitar que um Presidente do Legislativo que tenha conta na Suíça e negou tê-las, continue ditando os rumos do país. Todos os partidos devem pedir o seu afastamento o mais rápido possível, pois ele não tem moral para tomar qualquer tipo de decisão.

Neste sentido, todos os eleitores da Presidenta Dilma, entre os quais me incluo, devem exigir que os Deputados Federais do PT estejam do lado dos partidos que estão pedindo o afastamento de Cunha da Presidência da Câmara. 

O PT deve se posicionar e juntar-se ao Psol, Rede e agora ao PDT, para pedir tal afastamento, pois se o partido da estrela não fizer isso. Ai sim, estará jogando o mesmo jogo das elites que sempre roubaram este país, ou seja, POLITICAGEM barata.

Se para proteger o mandato da Presidenta Dilma, o PT coadunar com a continuação do Eduardo Cunha. Então ai, este partido, diga-se de passagem, SOCIAL DEMOCRATA, estará jogando fora toda a sua história. História forjada nas greves do ABC e na luta contra a Ditadura. E se o Lula estiver por trás deste conluio, então também estará apagando toda a sua história.

O PT infelizmente perdeu o rumo de sua história, e seus eleitores foram de certa forma traídos. Há muito tempo deixou de ser um partido de esquerda, para se tornar social democrata, ou melhor, um remendo de social democrata. A ânsia pelo poder desconfigurou o partido. E muitos fundadores históricos deixaram o partido. Não estou falando de Hélio Bicudo ou Marta Suplicy.

O que o PT tem que fazer é se juntar ou retornar às suas bases. Hoje o partido não tem mais base social e juntou-se a nossa elite para governar. Por isso não se tem mais o apoio das ruas. 

Uns podem até dizer que as manifestações contra o PT e o ódio latente vem de uma pequena parte das cidades grandes, leia-se classe média alta, e que muitos ainda não sabem ou não querem emitir suas opiniões favoráveis ao partido, e quando a coisa esquentar mesmo estes estarão ao lado do PT. Acho pouco provável.

Até hoje ninguém engole as alianças feitas com Maluf, Collor, Sarney e por ai vai, para poder ganhar as eleições. Ao fazer isso, O PT alijou todos os movimentos sociais do centro de decisão e perdeu o sentido de historicidade.

O PT pecou em querer governar o país com o PMDB, partido que aliás é o câncer da nossa nação, pois ao se juntar a eles, teve que se vender em demasia em busca da tal governabilidade transformando os mandatos da Presidenta Dilma em uma verdadeira PLUTOCRACIA, dando assim aos combalidos do sistema apenas migalhas da sala de jantar. Não se nega as conquistas, até aqui conseguidas, mas são poucas diante de mais de 515 anos de exploração pela elite minoria.

E o pior de tudo é ver que neste segundo mandato, em tese, o PT esteja dando uma guinada para o neoliberalismo, com a chegada do Levy a Fazenda, ou seja, quando Lula chegou ao poder houve um rompimento com o pensamento econômico liberal de outrora, capitaneado pelos “pensadores” da PUC/RJ, leia-se, Malan, Armínio Fraga, Gustavo Franco e por ai vai. 

Dando voz aos “pensadores” da Unicamp/UFRJ, liderada por Guido Mantega.
Nos doze anos que o “pensamento” Campineiro esteve à frente, o Brasil prosperou e tivemos algumas nuances de país desenvolvido, porém como os críticos deste pensamento costumam dizer, este “Keynesianismo de quermesse”, em linguajar chulo, ou “Nova Matriz Econômica” está se deteriorando. 

Pode ser que esteja, mas este foi, e é até o momento o único que de fato conseguiu trazer e fazer parte do desenvolvimento econômico um pequena parcela da população brasileira.

Talvez, como é sadio de toda democracia forte, seja a hora da alternância de poder e o PT deva sair do governo central, porém por meio do voto e não por meio de golpe. Colocando assim no poder outra forma de pensamento, que continue incluindo os miseráveis ao sistema. Deixando bem claro, que o neoliberalismo não é benéfico para os país periféricos, ou seja, a alternância de poder deve continuar, senão com a esquerda, pelo menos com um partido social democrata, lógico que não seja com o PSDB e seus asseclas.

A esquerda deve nos apresentar uma verdadeira opção para eleições de 2018, pois caso contrário penso que todos os eleitores que votaram no PT devam anular os votos. Político nenhum está merecendo, por agora, o nosso respeito. E você brasileiro, deve se politizar e aprender a diferenciar as coisas. Gritar “Fora Dilma, Fora Lula e Fora PT”, em nada ajuda em nossa democracia. 

Se querem os tirar do poder, que seja de forma democrática e pelo voto, pois assim fortaleceremos cada vez mais o jogo democrático. A democracia é arte da dialética, e devemos sempre dialogar em busca do melhor para o nosso país.

Sendo assim, o PT deve, como supracitado, se juntar aos partidos – Psol, Rede e PDT - que pedem o afastamento de Cunha da Câmara e lutar pelo fortalecimento da nossa DEMOCRACIA. O partido dos trabalhadores, deve fazer uma mea culpa e pensar a melhor forma de voltar ao poder, ou seja, se ele quer voltar com os movimentos sociais ou se quer com as elites retrógradas deste país. Governar com o PMDB, já se viu que não dá.

“...rompi tratados, trai os ritos...” - (Sangue Latino – Secos e Molhados).

Juliano Vieira Lopes
é economista

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49