anúncio dopc

anúncio dopc

Altair Malacarne: os ítalo-capixabas

17 de agosto de 2016


No navio da foto, vieram os avós de Altair Malacarne

ÍTALO-CAPIXABAS
O Espírito Santo recebeu cerca de 40.000 imigrantes italianos no final do século XIX, vindos diretamente ou baldeados no Rio de Janeiro; exceto um núcleo em São Mateus, a maioria foi pras roças do sul do estado.

Foram tantos ‘contadini’, que em Vitória chegou a circular um jornal em italiano.

Por volta de 1925, graças ao descortínio de Florentino Avidos, muitas famílias começaram a se aventurar pro norte, acima do paralelo 20, considerado um limite biológico para pessoas com sangue peninsular.

Em 1928, com a inauguração da ponte sobre o rio Doce em Colatina, acontece uma avalanche humana de migração interna: realiza-se um feito da saga italiana de ‘desvendar o mundo’ - as matas seculares aqui soberanas foram inescrupulosamente devastadas, pro bem e pro mal.
Os pioneiros comeram aqui ‘o pão que o diabo amassou’; com o tempo e multiplicação de bocas, ítalo-capixabas se mandaram pro sul da Bahia, pra Rondônia e até pro Acre, fato avolumado por muitos de outras origens.

Hoje a população do estado, segundo estimativa, é de 60% de pessoas com ascendência italiana. No campo e na cidade, na execução e no comando, os sucessores dos-giuseppes, dos-domenicos, das catterinas, das-marias estão atuando: agora são os-josés, os-domingos, as-catarinas, as-marias.





Altair Malacarne (à direita)
é professor e historiador

am/SGP, 29.06.2016

COMENTAR

Olney

Orgulho-me de ser compadre, amigo e ex-colega de Banco do Brasil de Altair Malacarne, um respeitabilíssimo nome, uma respeitabilíssima pessoa. Admiro-o como escritor, historiador e chefe de família. Um ser humano inimaginável nos dias em que vivemos.

Don Oleari

Que grande satisfação, nosso Braga de Colatina, nossa terra, encontrá-lo por aqui.
É isso aí. O Malacarne é Mestre - e ele me foi apresentado inferneticmanete pelo Tiago Dallapícola, niquiqui criei o grupo Colatina / Vale do Rio Doce / Don Oleari. Abração, professor Olney.

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49