anúncio dopc

anúncio dopc

Oswaldo Oleari: dedicado ao medíocre veriadô Namicheque, ditatorzim barato, perseguidor de trabalhador qualificado

1 de outubro de 2016
Uma dedicatória especial, há muito esperada. Pensei muito para decidir. E decidi. Conto um pouquinho sobre uma figura política de quem sofri todo o tipo de perseguições.

Tive o cuidado de preservar todos os nomes do episódio da Rádio Espírito Santo e todos da Rádio Universitária, pessoas sérias que acompanharam tudo. E que estão na ativa, isto é, nenhuma perdeu o prazo de validade kkkkkkkkk...

Resolvi fazê-lo porque em todas as situações narradas, administrei errado. Deveria ter partido pra cima, mas por uma inércia qualquer, fiquei calado no meu canto.

Outro dia, no maledeto feissibuqui, disse ao Milton Estevam, cantor, compositor, produtor do programa Rockoroa na Rádio Clube da Boa Música – acessa em www.donoleari.com.br - que ele já andou em melhores companhias, ao posar numa foto com o veriadô Namicheque, do PC do Ba.

Esse cara é um farsante, perseguidor de trabalhadores e de correligionários que com ele não concordarem. Alguns deixaram o patideco dele exato por essa razão.

Na RÁDIO ESPÍRITO SANTO - aconteceu exatamente comigo na Rádio Espírito Santo e, depois, quando eu, já contratado para dirigir a Rádio Universitária.

É um veriadozim medíocre e sempre manteve todos sob a sua ditadura: só ele aparece nesse partido aí, que por longo tempo eu tratei como PC do BA - PC do Brasil Albanês, pois ele sempre adotou a linha daquele ditador lá da Albânia, aquele tal Hohxa (*), ou coisa parecida...

(*) Enver Hoxha foi ditador da Albânia de 1941 a 1985.

Durante seu governo, um a cada três albaneses chegou a cumprir pena em campos de trabalho forçado. 

Segundo a crônica da época,
um comunista riquíssimo, miliardário.


O líder do Namicheque terminou assim, albaneses derrubando a estátua dele no fim do seu sanguinário regime


Sempre foi o ídolo dele, mas como carreirista profissional, se aliou a todos os partidos e líderes que apareceram na Sede da Capitania do ES, de centro, da direita, da esquerda, de lado e de frente.

No governo de Max, como aconteceu

No governo Max Mauro, certo dia numa reunião com o governador, no Anchieta Palace, esse pilantra virou-se para Max e pediu: "você precisa demitir o Oleari". Max virou-se pra ele e disse: "Olha, você vai ter que aprender a conviver com o Oleari".

Tenho testemunhas, presentes à reunião, que me deram conta do episódio no dia segunte. Mais tarde, ele conseguiu, ele e mais uns preguiçosos que o acompanhavam: me colocaram CINCO ANOS NA GELADEIRA NA RÁDIO ESPÍRITO SANTO, sem cadeira pra sentar, sem sala pra ficar, sem programa, sem função.

Tenho várias testemunhas. Pedi ao Milton Estevam para imaginar o que significam as perdas para um profissional ativo, com um nome forte no mercado: acabam os convites para gravações, para frila, pra cerimoniais, apresentações de festas, entre várias outras situações de conhecimento de qualquer profissional da área.

Cinco anos no limbo...Que terminaram niquiqui o jornalista Dílson Ruas assumiu a direção da Rádio ES e me resgatou.

Mas pouco tempo depois, o ditadorzim barato aprontou outra.

Fui indicado por pessoa de sua confiança ao então presidente da Fundação Ceciliano Abel de Almeida para a Rádio Universitária, onde já fazia o programa “Clube da Boa Música”. Ele me fez o convite para dirigir a emissora. Fiz uma proposta de trabalho, ajustamos valores, fui contratado.

O veriadozim medíocre atravessou e acabou me impedindo de assumir, de trabalhar, e de ganhar o que havia sido ajustado com a diretoria. Um valor fixo mensal – o presidente me pediu para pedir algo razoável, dentro do quadro da época. Ajustamos o valor, mais uma participação de 5 % sobre a receita.
Já havia montado o básico da equipe que iria trabalhar comigo na captação de apoios e patrocínios.

Ele tinha um acordo de apoio do PC do BA e o tal Namicheque é quem mandava na rádio. A ele não interessava o progresso da emissora, que ele usava para seus fins políticos pessoais.

Fui à Cãmara conversar com ele, me humilhei, pedi a ele que me deixasse trabalhar, mas o pilantra não cedeu uma vírgula. Tenho testemunhas. Levei uma pessoa, que ele não conhecia, que acompanhou a conversa, sem ele saber.

Devia ter partido pra cima dele, mas a prudência funcionou e eu engoli calado. Tenho testemunhas dessa bandidagem de político medíocre, que vive às custas do partido, segundo membros atuais do partido e segundo outros que não aguentaram o ditadorzim barato.

É um veriadozim medíocre e sempre manteve todos sob a sua ditadura: só ele aparece nesse partido aí, que por longo tempo eu tratei como PC do BA - PC do Brasil Albanês, pois ele sempre adotou a linha daquele um ditador lá da Albânia, aquele tal Hohxa, ou coisa parecida...

Enver Hoxha foi ditador da Albânia de 1941 a 1985. Durante seu governo, um a cada três albaneses chegou a cumprir pena em campos de trabalho forçado.

No epísódio da Rádio Universitária, as propostas que apresentei para alavancar a emissora foram totalmente aprovadas por toda a Diretoria da Fundação Ceciliano, pelo presidente e e seus assessores.

Milton Estevam, cantor, compositor, produtor e apresentador do programa Rockoroa na Rádio Clube da Boa Música.

Perdi a oportunidade de exercer o trabalho que sempre soube exercer muito bem, perdi a grana mensal ajustada, entre outros ganhos que a função de Diretor geraria. 

A proposta era boa, teria a colaboração de gente qualificada, e geraria retornos positivos à Rádio Universitária. 

Pelo período que tinha aquela direção, computando os ganhos mensais fixos e projetados sobre a receita que a emissora geraria - em números modestos - perdi uma considerável soma.
Além do desgaste físico e psicológico naturais em situações semelhantes.

Esse enganador, veriadozim de 2 mil votos, é um cínico.
O negócio dele é estar no poder, custe o que custar. Lembrei-me agora do que disse esse senadorzim da baixada fluminense, Lindebergh nunseidiquê - com os bens penhorados pela justiça - quando gritou da tribuna do senado: Canalhas, Canalhas, Canalhas (Oswaldo Oleari).

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49