anúncio dopc

anúncio dopc

Elian Ramile Guimarães: Moda Muda - Harmonia entre pares

6 de março de 2017


Harmonia entre 
pares
...
muito 
se 
percebe ...pouco 
se fala. 


Quem nunca virou os olhos para aquele casal onde um exibia notável preocupação em projetar uma figura bem cuidada e o outro parecia ter saído obrigado de casa, com cara de quem acabou de acordar, com pijama e tudo?

A individualidade é necessária e não estamos questionando o estilo de cada um, mas sim o incômodo que pode ser experimentado por uma das partes, quando a desarmonia fica evidenciada. Um dos dois não está feliz e temos a percepção que algo é estranho ao olhar. Nosso cérebro é mesmo independente e muitas vezes cruel em suas avaliações.

Um casal que opta por uma estrada em concordância tem como objetivo criar uma corrente harmoniosa em suas vidas. Isso não apenas nos caminhos profissionais ou sociais mas também na forma como se expressam visualmente. Não faço aqui apologia pela uniformização dessa ou daquela forma, apenas sigo avaliando como isso se comporta ao olhar.

Em minha experiência profissional, vivenciei histórias onde a filosofia contrária de um dos dois começou a incomodar em algum momento. E por incrível que isso possa parecer, nestas horas esse distanciamento pode ser elemento desagregador na relação. 

Clientes que me contrataram para uma consultoria porque perceberam que o parceiro estava desconfortável com a falta de cuidado com sua aparência e não sabiam o que fazer para se sentirem melhor. 

Não tinham habilidade na hora de escolher peças para se vestir. Essa atitude acabava sendo confundida com “pouco caso” com a própria imagem e afetando questões emocionais consigo e com o par.

A insegurança em achar que não está agradando pode promover baixa autoestima (não seria redundância?), ataques de ciúmes, etc... coisas que podem ser resolvidas com pequenas ações no guarda-roupa, além do divã, claro.

Qual sentimento te veste pode ser o primeiro passo para a reflexão de quem carregamos todos os dias. Afinal somos ou não motivados pelos nossas intenções? Por que seria diferente na hora de escolhermos nosso visual? 
Se você se encontra na categoria “desconfortável” com a própria imagem, peça ajuda (*). 

Permitir que essas pequenas dores sejam subestimadas é como negar para si a capacidade de lutar pelo seu melhor. O sucesso pode começar pelo seu sorriso quando passar em frente ao espelho.

                                                  (*) Elian Ramile Guimarães
Consultoria de Imagem
55 27 981229444

elian.ramile@hotmail.com

https://www.facebook.com/elianramileconsultoriadeimagem/

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ:15.265.070/0001-49